Priscila Pini biojoias

Da mistura da Natureza brasileira com a Arte, através do olhar de Priscila Pini, a designer da marca, nascem joias diferenciadas, criadas e desenvolvidas em Trancoso/ Bahia.

Moda ética, design contemporâneo, matérias primas naturais e recicladas, além da lapidação realizada por artesãos capacitados pela marca. O resultado disso são joias naturais especiais, que unem o rico trabalho manual brasileiro ao alto design.

Além das coleções próprias, a Priscila Pini biojoias produz peças com exclusividade para marcas como Lenny Niemeyer, Alcaçuz, Paula Raia, Paula Ferber, Cris Barros, Guerreiro, dentre outras. O céu é o limite para suas criações.

Aliar bom gosto e estilo, mostrando sua brasilidade através de joias naturais refinadas, modernas e ricas em detalhes, é seu objetivo como marca, em um mundo em que a era slow fashion já está tomando conta, e temos que priorizar a sustentabilidade e a durabilidade em nossos trabalhos e materiais.

Um pouco da nossa história

A história da Priscila Pini biojoias começou em 2009, quando a paulistana que dá o nome a marca mudou-se para Trancoso/ Bahia, e encantou-se com o artesanato local. Autodidata e apaixonada por joias e arte, desenvolveu junto a estes artesãos uma linha de biojoias, utilizando somente matérias primas recicladas, além de ter iniciado um importante trabalho social junto a comunidade local.
 

Como são produzidas as biojoias

São lapidadas manualmente (quase sem uso de maquinário), produzidas uma a uma com alto controle de qualidade. As matérias primas passam por diferentes processos de reciclagem, respeitando sempre a natureza. Tudo isso faz da Priscila Pini biojoias uma marca exclusiva e original!

Matérias Primas

Conheça um pouco sobre nossas matérias primas mais utilizadas.

Osso:

Esta matéria prima passa por um tratamento específico, realizado pelos nossos artesãos, para que se tornem adequados para a confecção das peças. Trata-se de um material reciclado. Foram considerados como o novo marfim, já que possuem todas as características de cor, textura e beleza deste material nobre, porém provenientes de um processo ecologicamente correto. Curiosidade: O Homem sempre sentiu a necessidade de usar adornos. Desde a Pré História utiliza o osso para a confecção de enfeites. Eles simbolizavam status, poder ou misticismo. Os adornos de osso eram bastante comuns na Índia.

Chifre:

Esta matéria prima passa por um tratamento específico, realizado pelos nossos artesãos, para que se tornem adequados para a confecção das biojoias. Trata-se de um material reciclado. Apresenta variedade de cor, existe na cor negra e com nuances de marrom e bege. A Maria Princesa aproveita todas estas variações para produzir peças únicas, exclusivas!Curiosidade: Desde a Pré – História observa-se a utilização do chifre para a confecção de adornos. Sua utilização para joias é apresentada no decorrer dos tempos, com destaque para o período Art Nouveau, que valorizava a natureza. Neste período, da Belle Epoque, um grande furor foi causado na Exposição de Paris de 1900, quando designers exibiram suas joias utilizando o chifre como matéria prima.

I am text block. Click edit button to change this text. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Tucum (Bactris Setosa):

É o nome popular de uma palmeira ornamental de 2 à 5 metros de altura e tem caules coberto por espinhos. Ocorre na Mata Atlântica. O Tucum utilizado na sua biojoia é encontrado em Trancoso, Sul da Bahia.A Maria Princesa faz uso desta palmeira de maneira ecologicamente correta: quando as árvores, naturalmente, envelhecem e tombam, os troncos são recolhidos e tratados. Se fossem verdes, a madeira nem teria esta estampa listrada, a maleabilidade e beleza que procuramos para as biojoias. Sendo assim, este material é proveniente do extrativismo e coleta na mata, sem qualquer dano ao ecossistema.Curiosidade: Na época do Império no Brasil, quando joias feitas de ouro eram utilizados pela elite, os negros e índios, criaram o anel de tucum. Significava pacto matrimonial, de amizade entre si e também de resistência na luta por libertação.

Pati (Syagrus botryophora):

É o nome popular de uma das espécies de palmeira da família das Arecáceas. Ocorre na Mata Atlântica. O Pati utilizado na sua biojoia é encontrado em Trancoso, Sul da Bahia.

A Priscila Pini biojoias faz uso desta palmeira de maneira sustentável, assim como o Tucum.

Curiosidade: Quando cortadas horizontalmente, apresentam o aspecto de pele de onça, que tanto gostamos. Já com o corte vertical, ele apresenta riscos pretos em um fundo marrom. É uma matéria prima linda e versátil!

Piaçava (Attalea funifera):

É o nome popular de uma espécie de palmeira nativa de alguns estados brasileiros do Nordeste. A Piaçava utilizado na sua biojoia é encontrado em Trancoso, Sul da Bahia.

Seu nome tem origem na língua tupi- guarani, significando planta fibrosa. Além de frutos comestíveis, a sua fibra dura e flexível é utilizada na confecção de vassouras e escovas.

A Priscila Pini biojoias utiliza o coco da Piaçava que é recolhido do solo, já maduro e desprendido da palmeira. Sendo assim, este material é proveniente do extrativismo e coleta na mata, sem qualquer dano ao ecossistema.

Curiosidade: Além de lindo, este coco não perece e apresenta uma cor marrom/ terra, rajada em tons mais claros. O coco da piaçava apresenta de 2 a 4 grandes furos internos, apresentando um formato natural muito diferente.

Outras matérias primas utilizadas pela Priscila Pini biojoias:

Trabalhamos com metais nobres como prata e bronze, mesclamos estes com o osso e chifre e o material que natureza de Trancoso/ Sul da Bahia nos presenteia para a confecção das biojoias . Todos os brincos Priscila Pini biojoias possuem pinos e tarrachas em prata. Além disso, trabalhamos com couro e estaremos sempre pesquisando novos materiais e garimpando novidades para vocês.

As nossas joias naturais  são lapidadas manualmente (quase sem uso de maquinário), confeccionadas uma a uma, com preparação e carinho especiais. As matérias primas utilizadas são únicas, lindas e utilizadas, respeitando-se sempre a Natureza. Tudo isso faz da Priscila Pini biojoias uma marca exclusiva e original!