Sororidade

Sororidade

É a união e aliança entre mulheres, baseado na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum.

É a essência e limite do conceito de solidariedade entre as mulheres. A ideia de que juntas são mais fortes

O conceito da sororidade está fortemente presente no feminismo, sendo definido como um aspecto de dimensão ética, política e prática deste movimento de igualdade entre os gêneros, assim como o combate da rivalidade e competiçao pregada pelo machismo.

Do ponto de vista do feminismo, a sororidade consiste no não julgamento prévio entre as próprias mulheres que, na maioria das vezes, ajudam a fortalecer estereótipos preconceituosos criados por uma sociedade machista e patriarcal,

A dominação do sexo masculino sobre o feminino está presente em todos os âmbitos da vida social, o homem ainda goza de poder sobre a mulher por determinações:  culturais, sociais, políticas e econômicas. Isso acontece porque desde a primeira infância o individuo é ensinado a agir e pensar de forma machista. É bacana perguntar para o menino quantas namoradas ele tem na escola, achando o máximo se ele tiver várias. Ninguém pergunta isso para a menina.

sororidade, igualdade dos sexos, feminismo, mulheres, igualdade entre os gêneros, eles por elas, igualdade

Sororidade em 2016

Foi neste ano que o termo sororidade veio a tona, além de muito usado e difundido nos programas do canal GNT (focado no público feminino), uma das situações de maior destaque da sororidade nesse ano foi quando a VEJA fez uma matéria sobre  Marcela Temer, nossa atual primeira dama, usando o título bela, recatada e do lar, sobre uma mulher que fala pouco e que usa saias no joelho, algo semelhando a  mulher dona de casa dos anos 50,  que esperava o marido chegar, sempre bem arrumada e maquiada falando amém para seu esposo. Muitos memes estouraram nas redes sociais coma a #belarecatadaedolar e a mulherada postou fotos ousadas, com muita atitude e mostrando a mulher contemporânea que faz e acontece, a dimensão de tal movimento foi enorme!

Exitem opiniões diferentes a respeito da matéria da VEJA, defendendo a revista por estar apenas citando o perfil de mulher que a primeira dama se enquandra e não defendendo este tipo de padrão como um a ser seguido. Opiniões a parte, pois cada um tem a sua, a sororidade veio a tona neste momento mostrando que a mulherada está com toda força e não vai deixar barato.  As mangas estão de fora para mostrar a ousadia da mulher que faz e acontece, e digo mais: QUE TEM OS MESMOS DIREITOS.

 

                                                                                                                                              Por Priscila Pini

 

 

 

 

Sem comentários

Sorry, the comment form is closed at this time.